AngaOS / Tensões 

Uma compreensão das oportunidades e desafios que nos motivam à ação leva a um maior alinhamento, compreensão e entendimento do que se pretende fazer.

Uma tensão é a razão e a motivação para uma ação em uma situação específica: as necessidades que um indivíduo, uma equipe ou organização identificam e escolhem cuidar visando atingir seus objetivos e as condições relevantes para a compreensão dessas necessidades.

Os detalhes

Ao desenvolverem um entendimento comum de tensões específicas e de sua relevância no contexto daquilo que a organização, equipe ou indivíduos pretendem alcançar, as pessoas pressupõem menos, aprendem mais e alinham a ação em direção a um motivo real.

Tensões convidam tanto a melhoria contínua como a inovação.

 

Uma Tensão é vivenciada quando a percepção do que está acontecendo é diferente daquilo que é esperado ou desejado.

Quando vivemos uma tensão, ficamos inquietos, preocupados ou incomodados até sua resolução.

tensao.png
Perceber e descrever

Ao sentir a tensão, podemos descrevê-la para transformá-la em entendimento compartilhado de todos em relação à situação atual e à necessidade de alcançar uma situação futura. Uma tensão é descrita em termos de uma observação realizada por uma ou mais pessoas da organização, que torna evidente certas necessidades que, se atendidas, levam à sua resolução.

tensao-descricao.png

A observação é descrita a partir do sentimento e percepção do que está acontecendo, e é formada por duas partes: a situação atual e o seu efeito no círculo.

Descreva a situação atual:

  • Resumidamente, capture o essencial do que está acontecendo.

  • Seja objetivo: descreva as observações e evite a avaliação.

Explique o efeito dessa situação no círculo:

  • Compreender por que a situação precisa de atenção: como isso afeta o círculo?

  • Seja explícito sobre os efeitos serem atuais ou esperados.

  • Explicar desafios, perdas, oportunidades ou ganhos.

A necessidade é descrita a partir da percepção do que é necessário, e é formada por duas partes: a necessidade do círculo e o impacto de atender a necessidade.

Explique a necessidade do círculo em relação a essa situação:

  • A necessidade de um círculo é qualquer coisa que um grupo (ou indivíduo) precise para cumprir suas responsabilidades, mitigar ameaças ou aproveitar oportunidades.

  • Quando há discordância sobre a(s) necessidade(s), é útil diminuir o zoom ao invés de focar em questões muito específicas.

  • Seja específico de quem precisa (“precisamos”, “eles precisam”, "eu preciso").

  • Evite descrever soluções específicas disfarçadas como necessidades. A necessidade precede o "como resolvê-la".

Descreva o impacto de atender a essa necessidade:

  • Explicar o resultado pretendido, benefícios potenciais ou oportunidades.

  • O impacto pode ser óbvio ou implícito, especialmente quando os efeitos da situação atual já estão descritos.

"A cozinha está uma bagunça: não há copos limpos, a pia está cheia de pratos e não é possível pegar um café rapidamente e voltar ao trabalho. Precisamos da cozinha em um estado utilizável para que possamos nos concentrar em nossos trabalhos.”

EXEMPLO DE TENSÃO

  • Situação atual: "A cozinha está uma bagunça: não há copos limpos, a pia está cheia de pratos..."

  • Efeito: "...e não é possível pegar um café rapidamente e voltar ao trabalho.“

  • Necessidade: "Precisamos da cozinha em um estado utilizável..."

  • Impacto: “...para que possamos nos concentrar em nossos trabalhos.”

Tipos de tensões

Uma tensão pode ser categorizada de acordo com o tipo de impacto que ela causa e o tipo de soluções que devem ser adotadas.

Como uma regra geral, pode-se fazer a seguinte pergunta: essa tensão pode ser endereçada pelas estruturas atuais do círculo (papéis, acordos, subcírculos) como estão?

Uma tensão pode ser categorizada de acordo com o tipo de impacto que ela causa e o tipo de soluções que devem ser adotadas.

Como uma regra geral, pode-se fazer a seguinte pergunta: essa tensão pode ser endereçada pelas estruturas atuais do círculo (papéis, acordos, subcírculos) como estão?

  • Se sim, já existem papéis no círculo cuja responsabilidade contempla o conteúdo da tensão, ou acordos que já endereçam as questões levantadas, ou seja, precisamos "fazer, agir", etc. É então é uma Tensão Operacional, e passa a ser acompanhada, se necessário, pelo Backlog Operacional.

  • Se não, é porque não foi coberta por uma decisão tomada anteriormente, e precisamos criar, revisar ou excluir estruturas existentes. Ou seja, precisamos "decidir, acordar, emendar", etc. É então é uma Tensão de Governança, e passa a ser acompanhada pelo Backlog de Governança.

Aprofundando nas diferenças

Se a tensão é operacional, é só a pessoa responsável agir?

Sim.

 

Tem que passar pela rodada de objeções?

Não, exatamente por estar no domínio de algum papel não precisa de consentimento, já que o papel tem o "poder" (domínio ou responsabilidades) para processar aquela tensão.

 

Se não precisa, porque levantar uma tensão operacional se a propria pessoa ja teria domínio para processá-la sem passar por ninguém?

Porque existem níveis de complexidade em uma tensão operacional. Exemplo: uma coisa é uma tensão operacional que tem determinado papel que está demorando pra dar o retorno em alguma questão. Aqui eu preciso (necessidade) de mais agilidade. Neste caso não preciso subir (no Podio) uma tensão, vou lá e alinho com determinado papel que preciso de respostas mais rápidas para que o círculo não seja impactado.

 

Agora no caso de uma tensão operacional que envolve um projeto por exemplo, pode fazer sentido eu subir e coletar opiniões de mais pessoas em uma reunião operacional.

Vamos imaginar que sou o papel responsável pelo projeto Conexão Sicoob.

 

Observação: atualmente estamos com o Conexão Sicoob de maneira virtual,

Necessidade: precisamos gerar um bom engajamento e participação dos jovens neste novo formato de projeto.

Esse caso é uma tensão operacional, porque está no domínio do papel X a atuação sobre o projeto do Conexão Sicoob.

Como podemos processá-la durante a reunião operacional?

 

O facilitador lê a tensão e abre espaço para ver se alguém tem alguma sugestão de como processá-la.

 

Aí o que pode surgir é:

  • Alguém sugerir a criação de uma ação de comunicação ou engajamento

  • Alguém sugerir a criação de um projeto (interno) de engajamento para ações on line

  • Alguém sugerir um benchmarking com clientes que já utilizam metodologias como essa para entender o que funciona melhor

 

Neste caso o facilitador pergunta ao proponente: alguma das propostas te atende? Se sim, qual delas você quer seguir?

O proponente escolhe qual seguir e pode pedir apoio às pessoas que deram a sugestão.

Pronto, tensão operacional processada (sem ser consentida)

 

Todas as formas acima são exemplos de processamento da tensão, sem a necessidade de consentimento

Subpadrões de tensões
  1. Backlog de tensões: ferramenta utilizada para acompanhar o processamento das tensões.

  2. Formação de proposta: metodologia de criação colaborativa de propostas para endereçar tensões.