AngaOS 

Nosso sistema de Gestão 

AngaOS é nosso sistema operacional que permite sentir tensões emergentes e causar mudanças significativas de forma confiável e distribuída. Foi criado a partir da inspiração por diversos sistemas de autogestão desenvolvidos ao longo do tempo, especialmente a Sociocracia 3.0 e a Holacracia. Inspirado, também, por práticas de organizações que admiramos, desenvolvemos nosso jeito de gerir, de forma a distribuir poder e confiança de forma pró-ativa.

Como funciona
AngaOs-comofunciona1.png
AngaOs-comofunciona2.png

Se o AngaOS é como um sistema operacional organizacional, os padrões são os processos e regras que permitem com que "aplicativos" sejam executados. Eles são fundamentados pelos princípios adotados pelo Grupo Anga e garantem o alinhamento de como certas atividades são realizadas de acordo com eles.

 

Os padrões garantem que o poder do AngaOS está presente no sistema. Dessa forma, evitamos a concentração de poder na mão de algumas pessoas. Todos tem o poder de causar mudanças significativas.

Existem seis elementos principais no AngaOS dos quais os demais processos e padrões derivam:

1.
Tensão

É a diferença entre a realidade atual e a realidade em potencial percebida. Quando percebemos uma diferença entre a realidade atual e uma realidade em potencial, sentimos naturalmente um incômodo. Esse incômodo pode ser tanto um problema quanto uma oportunidade. No AngaOS, esse incômodo, que chamamos de tensão, é utilizado como combustível para causar mudanças significativas.

4.
Acordos

São diretrizes compartilhadas sobre o porquê, como e quando agir, e o que especificamente é necessário, fazem com que a colaboração seja possível. No AngaOS os acordos são responsivos e evoluam continuamente.

2.
Círculo

É um grupo semiautônomo, auto-organizado e autogerido de pessoas que tem a intenção de responder a uma tensão. Cada círculo tem total autonomia para cumprir seu propósito dentro de limites estabelecidos em sua criação. Os círculos são os times que trabalham em prol dos objetivos do Grupo.

5.
Governança

São processos utilizados para redesenhar a estrutura e para clarear responsabilidades e expectativas. No AngaOS, nossa estrutura não é fixa, e evolui à medida que interagimos com o ambiente a partir das tensões que percebemos.

3.
Papel

É um conjunto definido de domínios e responsabilidades que são assumidos intencionalmente por uma ou mais pessoas. Os papéis definem o campo de autoridade de uma ou mais pessoas, o que permite que ela possa agir e decidir com autonomia dentro de expectativas definidas pelo grupo. O trabalho de uma pessoa no Grupo é definido pelos papéis que ela ocupa.

6.
Operações

São processos utilizados para alinhar ações e, assim, alcançar resultados na estrutura existente. Como uma organização responsiva, prezamos pela transparência e agilidade. Usamos esses processos para tomar decisões do dia a dia, levando a autoridade para perto das informações.