AngaOS / Círculos 

Um círculo é um grupo semiautônomo, auto-organizado e autogestionado de pessoas que tem a intenção de responder a uma tensão específica comum a todos. Na prática, é como se cada círculo fosse uma empresa, que existe para processar a sua tensão.

Os círculos são:

Semiautônomos:

  • membros são livres para decidir como cuidar das necessidades e observações especificadas (tensões) e são responsáveis por isso. O termo semi aparece para sinalizar a interdependência que existem entre todos e para atingir o objetivo do todo.

Auto-organizados:

  • os membros organizam o seu trabalho do dia-a-dia.

Autogestionados:

  • os membros criam sua própria estratégia e acordos.

Organizações adaptáveis precisam da distribuição do poder de influenciar. A eficácia organizacional depende de identificarmos e de darmos conta daquilo que é necessário, de maneira alinhada com os objetivos do todo.

 

Cada círculo tem uma esfera distinta de autonomia, influência e responsabilidade. O escopo e os limites dessa autonomia e influência são definidos no domínio do círculo. O círculo tem todo o poder que necessita para atuar dentro do seu domínio. Ou seja, a partir do momento que decisões de governança foram tomadas para lhe delegar autoridade para processar a tensão descrita, sua decisão é soberana, contanto que respeite outros círculos ou papéis impactados por ela.

Círculos são “aninhados” e são descritos em termos de “subcírculo” e “supercírculo”.

Um supercírculo é responsável por todos os subcírculos aninhados dentro dele. Um subcírculo está alinhado aos acordos e tensões do círculo que é seu supercírculo, o círculo dentro do qual ele está aninhado. Qualquer círculo é responsável por dar conta e prestar contas a respeito dos papéis e acordos que cria.

Como fazer

O círculo é a estratégia para suprir a necessidade de determinada tensão, dessa forma o processo de criação de um novo círculo está contemplado nos subpadrões de criação de propostas e processo de tomada de decisão.

Através de revisões periódicas, descrita pelo subpadrão de Revisão, o círculo deve evoluir à medida que é posto em prática e requer adaptações para gerar mais valor e, também, à medida que o entendimento da tensão pelos participantes evolui.

Descrição do círculo

A descrição do círculo serve para tornar as informações acessíveis a todos os membros do círculo, além das demais pessoas da organização. Ela tem os seguintes itens:

  • Nome: Nome autoexplicativo que ilustra as responsabilidades e expectativas do Círculo.

  • Tensão: Observação e necessidade que deram origem ao círculo.

  • Responsabilidades chave: Principais ações a serem empreendidas pelo círculo, numa visão geral, dado que as ações específicas estão definidas dentro dos papéis. Ajudam a entender o "negócio" do círculo, por isso não precisa ser tão detalhado.

  • Indicadores chave: Principais indicadores que possam mostrar a performance do círculo. Se possível inserir link para acompanhar os números.

  • Domínios e restrições de domínio: É o conjunto de autoridades delegada ao círculo, sob a forma de sua descrição. Um círculo têm autonomia para agir dentro de tudo que está no seu domínio. Além disso, importante sinalizar quais as restrições à autonomia de cada domínio. Os domínios e restrições possuem uma conexão com acordos maiores que visam trazer mais entendimento e eficiência.

  • Papéis sistêmicos (se aplicável)

  • Coordenador(a)

  • Facilitador(a)

  • Guardiã(o)

  • Representante

  • Participantes: Define os papéis fazem parte deste círculo. Exemplos:

No caso de Qura, pessoas aprovadas no processo seletivo da Qura, que possuem papéis na Qura.

No caso de comitê de marketing, pessoas envolvidas com marketing

No caso de círculo de governança, papéis sistêmicos, coordenadores de subcírculo e representantes.

  • Data da próxima revisão: Data na qual os papéis sistêmicos do círculo pelo papel devem propor uma revisão de círculo, segundo o padrão estabelecido.

  • Supercírculo: Círculo do qual este faz parte (se aplicável). Exceto pelo círculo geral Anga, todos os círculos têm um supercírculo. Círculo que tem esse círculo no domínio, se aplicável.

Subpadrões de círculos
  1. Interligações: método para promover maior alinhamento entre círculos aninhados.

  2. Tipos de Círculos: definições padrão para criação de novos círculos especializados.